18 de mai de 2009

Dois em Um.

Coração Tem Vida Própria?!

Desde pequena sempre me meti em várias roubadas pelo meu coração teimoso - ou quem sabe meu cupido idiota. Amar e não ser amada era a maior delas. Tomei foras que não estão no gibi por insistir em uma coisa que todo mundo, menos eu, via que só ia dar certo se vacas começassem a falar russo e o inferno congelasse. Com o tempo e amadurecimento, acho que todas nós, vítimas do nosso próprio órgão que bate sem parar e faz horrores catastróficos com nossa mente - tipo ingerir 3 caixas de bombom em uma hora, amadurecemos e percebemos o que é bom e ruim, deixando um pouco de lado a impulsividade do tal. O negócio é que: todos os amores são roubadas pregadas pelo nosso coração, mas algumas roubadas podem se tornar extremamente boas, como achar um diamante no meio de uma excursão sem sal. O que devemos fazer é apenas saber filtrar o que é bom e ruim, e ter muito, mas muuuito auto-controle nessa hora.

Pauta para o Blog do Tudo de Blog

Super Elfa Retorna.

Ela voltou das ilhas remotas onde vivia por um alerta de seu relógio programado para catástrofes: A Super Elfa, dotada de imortalidade, dons imcomparáveis de camuflagem junto ao verde e beleza extraodinária qusndo se trata de enganar os destruidores do meio ambiente. Uma fábrica estava despejando óleo à vontade num rio limpo, e ela simplesmente não poderia deixar que isso acontecesse, afinal é da natureza dos elfos se misturarem com os poderes da grande Mãe Natureza. Depois de se disfarçar de marinheiro e simplesmente convencer seu capitão a desciar o curso para onde o acidente estava acontecendo, Elfa viu o que a esperava e não conseguiu penetrar no terreno inimigo por falta de ajuda natural - "Não aguento mais" brandou o rio "Por favor, volte a terra dos imortais, estamos perdidos". Quando se deu conta disso, Elafa sentiu uma coisa que achava impossível ter: raiva. Sem disfarce algum, penetrou na fábrica e trançou raízes de carvalho em volta de todos os canos que estavam deixando a grande mancha preta no mar tão vistoso. Ao ver o que tinha ocorrido, os homens tentaram achar uma explicação, mas tudo que ouviram foi o sibilar do vento que parecia lhes dizer algo: "Cuidem dos seus para mais tarde não precisarem de ajuda dos meus". Daquele dia em diante, mesmo com a poluição na ativa, Elfa continuou sua vigília, e sempre que um vendo sibila, os homens temem que ela esteja por perto, observando.

Pauta para o Tudo de Blog.

3 comentários:

Becka disse...

Você é doente Ju UAHAUUHAHUAUHA e eu te amo sabia ?

"só ia dar certo se vacas começassem a falar russo e o inferno congelasse" ri muito :X auhuaauuahauhuahuahah

;*

another girl disse...

acho que eu preciso um pouco mais de auto controle, haha
comecei meu blog hoje, se der passa lá =)

Joana disse...

você criou uma elfa, que fofo :)