2 de mar de 2008

"Everyone, just pretend to be normal."

Pequena Miss Sunshine
(Little Miss Sunshine - 2006)



Nenhum membro da família é exatamente equilibrado, mas não é por falta de tentativas. Richard (Greg Kinnear), o pai, é um palestrante motivacional e otimista incorrigível que tenta desesperadamente vender seu programa de nove etapas para o sucesso - sem muito sucesso. Enquanto isso, a mãe dos Hoover, "a favor da franqueza", Sheryl (Toni Collete), tenta por ordem, principalmente no de seu irmão Frank (Steve Carell), um acadêmico com tendências suicidas, que acaba de sair do hospital depois de levar um fora do namorado. Em seguida, temos os membros mais jovens da família com seus sonhos improváveis: a menina de óculos, ligeiramente rechonchuda, de sete anos, candidata a rainha da beleza, Olive (Abigail Breslin), e Dwayne (Paul Dano), o adolescente movido a raiva, leitor de Nietzsche, com um firme voto de silêncio que pretende manter até entrar na Academia da Força Aérea. Completa a família o avô (Alan Arkin), um desbocado hedonista recentemente expulso de sua casa de repouso por consumo de heroína.
Eles podem não ser o retrato da saúde mental perfeita, mas quando por um engano Olive acaba recebendo um convite para participar do concurso extremamente competitivo "Pequena Miss Sunshine", na Califórnia, toda a família a acompanha. [mais]



A História, por Julie:
Famílias são engraçadas. Ainda mais quando são desajustadas. Daí vem o cômico trágico do filme, onde uma menina iludida pela ditadura da beleza, é classificada para um concurso de Miss. Daí cabe a seus parentes - o pai obssecado por vencer, o irmão que faz greve de palavras, o avô viciado, o tio suícida e a mãe que tenta colocar todos juntos à salvo - ajudá-la nessa conquista. É hilariante, mas recomendo não achar que é uma 'sessão pipoca', porque há momentos de altamente emotivos também.

É Fácil de Achar?
Sim. É recente e estreou há pouco tempo na Rede Telecine. Também está em display em praticamente todas as lojas que vendem DVD.



.