3 de mar de 2008

No Job For Normals.

Quando eu era pequena, resolvi que queria ser cantora. Sabe, desfrutar do bom e do melhor, dar autógrafos, aparecer na televisão. Arrisco dizer que esse foi meu sonho mais delirante, já que hoje, mais ou menos 10 anos depois do pensamento megalomaníaco, acabei por descobrir que ser famoso é quase como ficar exposto no zoológico. Trsite conclusão, claro... Mas verdade. Quantas vidas já foram desperdiçadas por pais com idéias fixas de que seus lindos filhos prodígios tinham que virar grandes nomes na boca do povo?! Adolescentes então, têm uma idéia louca de popstar. Cortam o cabelo, colocam roupas diferentes, tacam 10 quilos de maquilagem na cara, passam horas retocando suas fotos para virar nada mais do que mais um na multidão crescente de jovens adultos com obssessão por aparecer. Na verdade, a fama não procura quem quer se igualar a todos, ela procura o diferencial, o estranho, louco, bizarro. E se vale a pena fazer parte desse circo? Bem, se você for tolerante à fotos comprometedoras, boatos falsos, prisões documentadas ao mundo inteiro e críticas bem rígidas, vá em frente, quem sou eu para julgá-lo... Agora, se nada dito anteriormente te agrada, fique na sua. Mesmo porque depois que assisti toda a tragédia humana envolvendo apenas lentes ofuscantes e pessoas delirantes gritando seu nome por aí, achei que tinha que parar com mania de estrela. Afinal, sou muito original pra aprecer na telinha.

[Texto para o Tudo de Blog da Revista Capricho]

8 comentários:

Leila disse...

Hm... Nem me importo com todo o pacote que vem junto :D Afinal, minha vida não tá satisfatória como anda mesmo ;P
E eu sempre quis ganhar um Oscar! AHAHAHHAHAHHA
:*

Psicodellicuss Girl disse...

Qdo criança tbm já quis mto essas coisas, queria ser atriz, modelo e cantora, mas isso é absolutamente "normal" e c o tempo percebemos q a vida ñ é tão fácil como pensamos.
Mto massa seu blog, parabéns.

Se der dá uma passadinha no meu blog tbm, ok
Bjus

http://psicodellika.blogspot.com/

Thaís Frabetti disse...

Pior que é verdade o que vc falou sobre o estilo Boyish. Mas eu acho que praticamente todos os estilos tem esse problema. Acho que o melhor é não seguir tudo a risca, misturar um pouco e achar as coisas certas para o tipo de corpo e tal. Ah! Eu queria dicas para posts sim! E sobre o post, texto ótimo como sempre. Tb já quis ser cantora qdo era criança mas acho que apesar de tudo a fama tem seu lado bom.
Bjos.

nααн dσℓℓs disse...

Oiê, tudo beem? Te vi no Tudo de Blogs da Capricho...
Blog massa, textos super legais!
Tou nova no mundo dos Blogs então te Linkei lá no meu x)
Parabéns mais uma vez!

nααн dσℓℓs disse...

Realmente, funk é um ritmo de baixo nivel que faz as pessoas se auto ridicularizarem.

Nunca quis ser famosa :x
Tenho vergonha de ver muita gente me olhando... ridicula a forma que as pessoas tem de querer aparecer, como o Créu! Rsrs.

Brigaada pelo elogio também :D
Mais uma na Comunidade Blogueira \o/

kiis!

A n i n h a a disse...

publica, publica *--*

adoreiii o texto
muito bom mesmoo

te favoritando viuu?
beijãão

Malu disse...

Eu já quis ser estrela também... Mas sou super tímida para essas coisas. E a histeria dos fãs, eu não ia saber levar numa boa.

Rey disse...

Daqui a pouco nao terá mais graça ser famoso, se todo mundo quer ser.