14 de out de 2008

Infância Roubada

Quando eu era criança andava de bicicleta, brincava de Barbie, assistia Xuxa, pulava elástico, caía à toa, tomava sorvete e ficava com medo da mão cair por ter batido na priminha. Celular? Computador? O máximo que eu entendia sobre tecnologia era meu - sempre morto - tamagochi. Hoje em dia as tão ditas crianças se armam de aparelhos tecnológicos de última geração, sabem burlar regras do sistema escolar pra ver sites pornôs e beijam na boca com a mesma idade que eu, pobre coitada, só pensava em como ia resolver frações. Pensando no futuro dessa geração que é alimentada com megabytes e muita liberdade assusta. Você não sabe se algum dia o mundo vai voltar a ser colorido novamente como giz de cera ou vai se transformar em um completo bordel onde pequenos competem quem dá o beijo na boca primeiro. De uma coisa eu tenho certeza: O dia que meus queridos pequeninos pisarem aqui, vão ser crianças do mesmo jeito que eu fui - ou pelo menos tentar. E se me perguntarem de onde os bebês vieram, eu os explico do mesmo jeito que minha mãe fez: Seu pai plantou uma sementinha, daí você cresceu...

~primeiro post pro blorkutando x)

5 comentários:

Tatah Santini disse...

Seja bem vinda ao Blorkutando colega!!
=***

Camila :) disse...

sem falaar nas barbies e bonecas,
nos fogoes com tijolos auauha coisas de garota criança xd


bejoo

Giih disse...

Oiee. Bem vinda ao Blorkutando;
Ameei o texto, digamos que sua infância foi parecida com a minha. hehe'
aah, seu blog é lindo :)
Beeijo ;*

Rebeca disse...

Oi (:

Malu disse...

Sim, eu também fico assustado com a velocidade com que as coisas acontecem. Fico assustada quando passo pelo portão de uma escola e vejo pirralhos se beijando. Eles nem tem 10 anos ainda! O que aconteceu com a Barbie, Susie e afins?