24 de jan de 2008

E Volta o Cão [Não] Arrependido...

Sou do time das pessoas que fazem o que têm vontade na hora e não se arrependem depois - acredite, acho uma coisa insuportável ter o arrependão de não ter falado/feito aquilo. Sei que isso pode me levar num carrossel destrutivo, já que por conta de minha impulsividade, acabo fazendo mais coisas que aos olhos alheios dariam remorso do que orgulho. Mas tá escrito no meu DNA, não tem jeito. Quando, por exemplo, eu vejo o último biscoito sendo cobiçado pelo meu primo, vou lá e pego sem dó. Tá no sangue. Acho que as pessoas com certo grau de impulsividade acabam se tornando pseudo-más. Enfim, como se desculpar não é a melhor coisa que sei fazer - lembro-me quando era pequena e minha mãe me forçava a pedir desculpas por ter feito ela passar alguma vergonha, eu cerrava os destes e fala 'dexxxculpa' com a pior má vontade que você pode imaginar - eu simplesmente finjo que nada aconteceu. Arrependimento não é comigo mesmo, chuchu... Não entendo por quê raios uma pessoa sente dó depois de ter feito uma seqüencia de coisas e volta pra tentar reparar. Já está feito mesmo, ponto final, closer, fecha a conta e passa a régua. Acho que você deve estar ficando com medo de mim agora, achando que sou ultramega malvada e joselita, mas não se preocupe. Se eu resolver ter meus ataques impulsivos sem arrependimento com você, eu aviso, combinado?

[Post para o Blog do Tudo de Blog]

Ahh, falando em arrependimento, coisa que me falta em tudo - até na hora das compras - descobri uma lojinha mega cool importadora de coisas orientaais! Nem preciso dizer que fiquei loooouca lá dentro, olhando as vestes de seda e querendo levar tudo pra casa. Anyway, amanhã, como tenho médico em frente à tal loja, não espere que eu saia de lá pelo menos sem um bibelô de gueixa na mão, com os olhos brilhando de felicidade.

3 comentários:

Paula disse...

oie Julie, parabéns!
adorei esse texto e já li alguns posts antigos do seu blog!
aqui tá lindo, aprovadissimo!
:D

bjs*

ღ_☆Lu☆_ღ disse...

Eu também não me arrependo de nada. Afinal, do que adianta se arrepender depois do feito?!? Já passei por algumas situações que pensei em me arrepender, mas do que adiantou? Eu penso que se eu pudesse voltar no tempo, talvez teria feito diferente, mas já que não posso, me conformo.
=)

Jhé Cruz disse...

garanto que sem arrependimentos vc vive muito melhor do que o resto do mundo.

EU QUERO UM BIBELÔ DE GUEIXA
EU QUEROOOOOO