5 de nov de 2007

Coincidência ou não...

Meu pai foi assaltado semana passada. Levaram o celular e o dinheiro que ele tinha no bolso. Mas o pior de tudo é que já estamos tão acostumados com um acontecimento como esses, que não ficamos tão chocados, apenas perguntamos: "Mas ele se machucou?".
Marginal não é nada mais do que uma pessoa que vive à margem da sociedade. Ele poderia estar pegando um busão, ir pro trabalho, ganhar seu dinheiro honestamente, frequentar uma faculdade, se interessar por algumas matérias. Mas não. Ele prefere ficar rodeando a margem e fazendo com que seu pão de cada dia seja o roubado do vizinho. Justamente, esse 'vizinho', foi meu pai. O que podemos fazer?! Muito. Mas fazemos? Não. Preferimos ficar sentados pensando que isso só acontece com o 'vizinho'. Até que um dia acontece com você e você percebe como a vida é frágil. Irônico, não?!

Texto para o TUDO DE BLOG da Revista Capricho

3 comentários:

Jhé Cruz disse...

É sempre bom mostrar pra sociedade o significado das palavras, pra que ela não se torne ofensiva, e erronea.

A bailarina, disse...

Assino embaixo de tudo que voce disse.!
Beijos,

ღ_☆Lu☆_ღ disse...

O grande erro da sociedade atual foi transformar em comum esses fatos que chocam quem não convive com isso. O problema é que, quem tem capacidade de mudar, não precisa, porque a violência e o caos urbano não atinge seus carros blindados e suas mansões que me lembram vagamente aqueles castelos da alta Idade Média
;@