12 de set de 2009

Aos Treze

Quando eu fiz treze anos, tudo mudou de uma certa perspectiva. As bonecas ficaram chatas, o videogame inutilizado, os desenhos japoneses foram aos poucos não sendo mais assistidos e a necessidade de me sentir adulta, responsável, correta e arrumada surgiu. Não digo que foi exatamente na hora certa - convenhamos, com 13 anos tem muita menina que já é mãe - mas acho que foi exatamente quando tocou um sino na minha cachola dizendo: você virou uma jovem adulta, amiga. Daí surgiram a maquiagem, roupas mais decotadas e curtas, beijos roubados e corações partidos. Bem trama de novela teen, mas acho que é assim quando a gente percebe que saiu do casulo da infância e virou uma borboleta. Pra mim foi indolor, sem neuras ou pitis... Afinal, quando você cresce na hora certa, não precisa disso tudo porque afinal, você sabe. Não me pergunte como, quando e onde, simplesmente acontece e você sente. Simples assim.

2 comentários:

Leila disse...

não sei se cresci... ou pelo menos não sei se entendi :]faz tanto tempo que não passeio por blogs! o seu ta liiiindo :]

Tiêgo disse...

Own, parece que fiz treze anos ontem! O tempo tá passando mais rápido que eu esperei, mas tá tudo saindo melhor que a encomenda, afinal, nada melhor que adquirir uma bela de uma autonomia sobre o que é nosso, tipo a nossa vida. Mal vejo a hora de ficar adulto! hehe'

Obrigado pelo comentário!

Beijonas ;*